A ferramenta mais inovadora da política brasileira!

O Aprovômetro do JOTA usa big data e inteligência artificial para prever quais projetos serão convertidos em lei e quais não vão prosperar.

Nosso algoritmo combina mais de 3.000 variáveis para alcançar índices comprovados de acerto. Uma análise histórica da taxa de aprovação de leis no país constatou que menos de 0,9% das proposições apresentadas são convertidas em lei. Então, em quais vale a pena prestar atenção? O Aprovômetro – uma ferramenta de previsibilidade do JOTA – pode ajudar.

Descubra a probabilidade de aprovação dos projetos do seu interesse no Congresso e antecipe qualquer alteração de cenário.

Entre em contato!

TAXA DE ACERTO

72,2%

 das propostas que viraram lei

entre janeiro e maio de 2020, no geral

86,6%

das propostas que viraram lei entre janeiro e maio de 2020, no universo de projetos para os quais havia informações no sistema

Foram corretamente

previstas pelo Aprovômetro


PREVIDÊNCIA

Ferramenta do JOTA previu resultado da reforma com meses de antecedência

23 DE FEVEREIRO

No caso da Previdência, a tendência de aprovação foi captada mês a mês pelo Aprovômetro. Em 23 de fevereiro de 2019, três dias depois de o projeto ter sido enviado ao Congresso pelo Executivo, o Aprovômetro dava 13,37% de chances de aprovação para a PEC 6/2019 – um começo auspicioso dado que apenas uma em cada dez propostas é aprovada.

23 DE MARÇO

Um mês depois, a probabilidade de aprovação da reforma já subia para 40,81%. O texto de então ainda incluía temas como Benefício de Prestação Continuada (BPC), capitalização e previdência rural, os pontos que tinham maior resistência — esses tópicos foram retirados do texto pelo relator na Câmara, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP)


24 DE ABRIL

Por exemplo, um relatório de análise que circulou entre investidores brasileiros e estrangeiros em 24 de abril apontava para “incertezas acerca da tramitação da Reforma da Previdência e da capacidade de articulação do Governo”. Mas um dia antes, em 23 de abril, o Aprovômetro já apontava 73,25% de chances de aprovação da reforma. Em maio, o valor subiu para 86,31%. 

23 DE OUTUBRO


PREVIDÊNCIA X SANEAMENTO

Este exemplo mostra como a ferramenta é capaz de capturar dificuldades de projetos. A curva teve primeiro uma subida forte nas chances de aprovação e, em seguida, uma queda. A trajetória é diferente da Previdência, quando captamos uma subida constante nas chances de aprovação. Mais do que as percentagens, a trajetória ajuda na tomada de decisão.


MANOBRA

No caso do PL do Saneamento, a ferramenta identificou como o texto enfrentou maiores resistências na Câmara no momento em que estava pronto para a votação. O marco do setor foi aprovado pelo plenário da Câmara depois de uma manobra de última hora, substituindo o texto do relator, Geninho Zuliani (DEM-SP), por outro texto enviado pelo Executivo.


EVOLUÇÃO

O PL 3261/2019, relatado por Zuliani, aparecia com 71,52% de chance de aprovação em junho de 2019, subiu para 89,76% em julho, para 92,25% em agosto e passou a cair nos meses seguintes. Foi para 86,57% em setembro, 86,59% em outubro e 81,36% em novembro.


ANALISTAS + ROBÔS

Toda a movimentação de última hora foi captada

pela inteligência artificial, mas também pelo time de especialistas do JOTA, que atuaram em campo, minuto

a minuto, atualizando os assinantes JOTA Pro

interessados no tema. 

Conheça nossas verticais

Nossa missão é tornar as instituições brasileiras mais previsíveis

2020 ® Todos os direitos reservados